A Escola

Conheça a E.E.B Cordilheira Alta

História

O funcionamento da Escola ocorre em prédio de alvenaria construído em terreno doado pela família Ludovico Tozzo. O prédio escolar teve sua construção concluída no ano de 1974. Foi inaugurado solenemente em novembro do mesmo ano pelo Governador do Estado de Santa Catarina, Colombo Machado Salles, levando o nome de Escola Básica Cordilheira Alta. Em 1975, o Decreto nº/SEE 984, de 17/09/75, aprovou o funcionamento de 1ª a 4ª série. O Parecer n° 264 de 02/12/75 aprovou o funcionamento de 5ª a 8ª série, progressivamente. No ano de 1994, com o objetivo de implantação do Ensino Médio (à época denominado 2º Grau) foram construídos: uma área coberta, que serve para recreação e circulação dos alunos; banheiros; uma sala para funcionamento da Biblioteca; uma sala própria para o Laboratório de Ciências e/ou Biologia; uma sala para o Laboratório de Informática.

Em 04 de julho de 1999, através da Portaria E/207, foi autorizado o Funcionamento do Curso de Ensino Médio de Educação Geral, o qual teve reconhecimento, através da Resolução 10/98 e do Parecer 112/98 de 10 de março de 1998, visando satisfazer o anseio da comunidade escolar. Em 2003, seis (06) novas salas de aula foram construídas, além de duas (02) pequenas salas para fins diversos, sendo que uma dessas salas está atualmente sendo utilizada para o atendimento do AEE (Atendimento Educacional Especializado). Esse prédio, construído em dois (02) andares, proporcionou um amplo espaço para uma segunda área coberta e uma estrutura para construções futuras, se necessário de mais quatro (04) salas.

Nos anos de 2004/2005, foi construído o Ginásio de Esportes da Escola de Educação Básica Cordilheira Alta, possibilitando melhor qualidade para as aulas de Educação Física, realização de atividades recreativas, gincanas, etc. Em 2005 através da aprovação da SDR/Chapecó e Governo do Estado, foram totalmente ampliados e reformados os banheiros dos alunos. No ano de 2007, foram realizados pequenos reparos e reformas na estrutura física da Escola. Em 2008 foi efetuada uma reforma geral, interna e externa, inclusive nas instalações elétricas, e efetuou-se a pintura total da Escola, além da ampliação da área coberta, com piso.

No ano de 2009, iniciou-se o processo para a implantação do curso Técnico de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional (EMIEP) – Técnico em Agropecuária, o qual teve aprovação, através do parecer 299, aprovado em 07/12/2010, para iniciar o funcionamento em 2011.

Em 2011 e 2012 foram realizadas reformas correspondentes ao conserto do piso de uma sala de aula, reforma do forro das salas, reforma das calçadas internas e corredores, adequando, na medida do possível, aos critérios de acessibilidade.

Em 2014 foi implantada a 1ª série do Ensino Médio Inovador (EMI), concomitante ao curso Técnico em Agropecuária.

Por meio do Programa Brasil Profissionalizado, no ano de 2014, a escola recebeu laboratórios de Química e Biologia, com o objetivo de atender às necessidades do curso Técnico em Agropecuária e também para uso dos alunos do Ensino Regular. Os recursos utilizados na compra dos equipamentos foram provenientes do Ministério da Educação – MEC e as adequações das salas foram realizadas com recursos advindos da Secretaria do Estado e também do PDE – Escola (recurso federal).

No ano de 2017, foi realizado o aproveitamento do corredor no segundo piso e construída mais uma sala para planejamento coletivo dos professores. A direção também passou a atender em novo espaço, após a reforma de uma pequena sala, em que eram guardados materiais didáticos e pedagógicos.

Em 2017 teve início a modalidade do Ensino Médio em Tempo Integral – EMITI, com a Proposta Pedagógica assessorada pelo Instituto Ayrton Senna.

O Projeto Político Pedagógico (PPP) da EEB Cordilheira Alta constitui-se a partir de um trabalho coletivo desenvolvido por todos os que integram o processo de ensino e aprendizagem. É um documento no qual a escola planeja ações a partir das suas necessidades, com o objetivo de melhorar a qualidade do ensino, a fim de formar cidadãos plenos.

A proposta pedagógica da escola está de acordo com a LDB Lei 9.394/96, a qual dá  autonomia para que os estabelecimentos de ensino tenham a incumbência de elaborar e implementar o seu PPP, fruto de uma construção que envolve todos os segmentos da escola, tendo como princípios a participação, a gestão democrática, a autonomia e o trabalho coletivo. Está embasada nos eixos norteadores da Proposta Curricular de Santa Catarina, Parâmetros Curriculares Nacionais, nas orientações gerais para o Ensino Fundamental de Nove Anos, Organização e Funcionamento das Unidades Escolares de Educação Básica e Profissional da Rede Pública Estadual, Orientação Curricular com foco no que Ensinar, avaliações do SAEB e análise de seus resultados – Ensino Médio (ENEM) e Prova Brasil (para o 9º ano).

A escola segue também as orientações da Lei 13.415/2017 que regulamenta a implementação do Ensino Médio em Tempo Integral – EMITI. Busca-se, por meio desses documentos e avaliações refletir sobre a função da escola, tendo como finalidade constituir uma instituição escolar de referência em qualidade, de forma democrática e participativa, com espaço cultural, político, histórico, de socialização e desenvolvimento dos estudantes, preparando-os para o exercício dos direitos e o cumprimento dos deveres, exercendo plena cidadania.

 

Receba nossas atividades